O que você precisa saber para cuidar dos pneus do seu carro

Estar com os pneus do carro em dia é essencial para garantir a dirigibilidade e estabilidade do veículo, assegurando o contato e a aderência do carro com a pista. Se os pneus estiverem em mau estado, isso irá interferir na distância de frenagem e poderão causar derrapagens, levando a graves acidentes.

 

Para garantir que nossos associados se mantenham atentos aos pneus do seu veículo, vamos listar a seguir como identificar se está ou não na hora de fazer a troca dos pneus. Lembrando que os pneus são um dos itens de responsabilidade do condutor, e em caso de acidente derivado do mau estado dos pneus a sua proteção veicular não será indenizada.

 

Observe o TWI (Tread Wear Indicator)

 

Para saber se o pneu ainda está em boas condições para transitar, observe um dos indicadores de desgaste, como o Tread Wear Indicator. O TWI é a linha que fica entre os sulcos da banda de rodagem e indica o limite de desgaste do pneu.

 

Observe a marcação na imagem para identificar o como é o TWI:

Segundo a Resolução nº 558/80 do Contran (Conselho Nacional de Trânsito) “fica proibida a circulação de veículo automotor equipado com pneu cujo desgaste da banda de rodagem tenha atingido os indicadores (Tread Wear Indicators – TWI) ou cuja profundidade remanescente da banda de rodagem seja inferior a 1,6 mm”. Ou seja, os sulcos não devem ter profundidade restante inferior a 1,6 mm.”

 

Afinal, essa é uma das causas que reduz a aderência do pneu ao solo, quanto menor for a profundidade dos sulcos, maior será o risco de causar acidentes.

 

Verifique o DOT (Department of Transportation)

 

Além de verificar a condição do pneu e a profundidade adequada da banda de rodagem, é importante analisar a data de fabricação. Sim, os pneus tem prazo de validade. A validade é de até 05 anos.

 

Para identificar a validade observe a sigla “DOT” (Department of Transportation) que está gravada na lateral do pneu. Após essa marcação constam alguns dígitos, onde os quatro últimos indicam a fabricação do item.

 

 

Observe o exemplo na imagem:

Nesse caso, está escrito “DOT — 3315”, isso significa que ele foi fabricado na 33ª semana do ano de 2015.

Acrescente 05 anos e descobrirá a data de validade do pneu do seu veículo.

 

Após esse período os pneus começam a apresentar desgastes naturais devido a ações do tempo e agentes químicos.

 

Outros fatores que indicam desgaste nos pneus

 

Além do indicadores TWI e o DOT temos outros sinais que o condutor pode observar:

 

  • Quando o volante apresentar uma vibração. Esta vibração pode ser provinda do desgaste dos pneus ou pela pressão incorreta que os mesmos têm. Nesses casos o volante parece sentir cada obstáculo que os pneus encontram no caminho.

 

  • Quando os pneus estão no fim da sua vida útil a aderência ao piso é menor e isso conduz a uma maior distância de travagem quando realiza uma frenagem.

 

  • Os pneus podem apresentar desgastes desiguais. Nesse caso a posição das rodas (geometria, paralelismo) e o seu estilo ao dirigir podem provocar esse desgaste desigual em cada pneu. Nesse caso é recomendado fazer o rodízio dos pneus e conferir a geometria do veículo.

 

  • Observe cortes ou saliências na superfície dos pneus, isso pode conduzir ao desgaste do pneu e ao seu rebentamento.

 

É importante estar sempre atendo aos itens do seu carro, afinal um descuido pode comprometer a sua vida. Confira outros cuidados que deve ter:

 

Outros cuidados com os pneus

 

É essencial que o veículo sempre esteja com os pneus calibrados corretamente. O ideal é calibrar os pneus toda semana ou, no máximo, a cada 15 dias.

 

O processo deve ser feito sempre antes de rodar com o veículo, ou seja, assim que sair de casa faça a calibragem. À medida que a temperatura aumenta, o ar dentro do pneu se expande, tornando a leitura da pressão imprecisa. Faça a calibragem conforme as instruções do manual e nunca se esqueça de calibrar o estepe também, assim não corre o risco de ter que utilizar um pneu vazio.

 

Tome cuidado também com o excesso de carga: quando o veículo está sobrecarregado, os pneus podem esquentar demais e, consequentemente, prejudicar sua estrutura.

 

É fundamental não ultrapassar o limite de carga estabelecido nos pneus e saber o peso máximo que ele suporta. Essas informações você encontra na tabela de cargas dos pneus, que são os números estampados na borracha lateral.

 

Veja esse exemplo: se o número do pneu for 204/70R14 115S, o 115 é o valor que estabelece o peso máximo que cada pneu pode ter. Nesse caso, 115 significa 1,215kg, conforme tabela de índice de carga.

 

Agora que você já sabe exatamente como conferir a condição de uso dos pneus do seu carro não tem mais desculpa. Pneu é um item de segurança não se esqueça disso.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *